Arbel Reshef se tornou designer empiricamente, pelo convívio diário com o design. Nas visitas regulares que realizava a algumas fabricas identificou pura carência de produtos elaborados. Sua experiência na engenharia e administração facilitaram a tarefa de viabilizar produtos, em uma época onde designers, praticamente, não existiam.
Suas obras são limpas e providas de linguagem brasileira e irreverente.

DO CLÁSSICO AO CONTEMPORÂNEO, OS MAIS RENOMADOS DESIGNERS A SUA ESPERA.